Bacalhau: mate curiosidades sobre o Príncipe dos Mares do Norte e veja receitas para arrasar nessa Páscoa!

Tão fascinante quanto seu sabor é sua história. Saiba tudo sobre o bacalhau e confira receitas práticas!

Apesar de os portugueses se destacarem como os maiores consumidores de bacalhau e suas receitas serem apreciadas em todo mundo, os pioneiros na preparação da iguaria foram os vikings, que descobriram a espécie de peixe Cod Gadus Morhua e o secavam para ser consumido durante suas longas viagens.

Na Noruega e na Islândia, onde esse peixe é abundante, há registros de fábricas de processamento de bacalhau desde o século IX. Foram os bascos, conhecedores do sal, que aliaram a salga ao processo de secagem, contribuindo para que o bacalhau fosse ainda melhor conservado para ser transportado mundo afora.

Peixe nobre, príncipe dos mares do Norte, para sua mesa

Habitante das águas frias do Oceano Atlântico, na região do Canadá e do Mar da Noruega, também é encontrado na costa da Islândia e Rússia. Por seu alto valor nutritivo, o bacalhau contribuiu para alimentar expedições marítimas e assim aportou no Brasil, pelos portugueses.

O bacalhau é considerado uma revolução na alimentação, já que à época dos Descobrimentos a conservação de outros tipos de alimentos era precária. Por isso, despertou o interesse comercial dos países produtores, chegando a ser motivo de conflitos e impulsionar leis e tratados internacionais.

Até hoje, visando preservar a espécie Cod da extinção, são sempre revistas as regras para sua pesca e comercialização, o que o torna ainda mais nobre em sua mesa.

O bacalhau não é bem um peixe

O bacalhau não é um peixe específico. O verdadeiro é o produzido a partir dos peixes Cod – o Gadus Macrocephalus e o Gadus Morhua, sobre o qual já falamos, mais nobre e tradicionalmente conhecido por nós como o legítimo Bacalhau do Porto – isso porque passou a ser comercializado no Brasil partindo da região do Porto, em Portugal, e atracando nos portos do Rio de Janeiro e Salvador.

O que caracteriza o bacalhau, de fato, é a forma de desidratar e salgar o peixe. No mercado, além do Cod, encontra-se bacalhau feito também a partir das espécies Saithe, Zarbo e Ling. Mas, na Europa, só é permitido chamar de bacalhau os produzidos a partir da espécie Cod. Os outros devem ser identificados apenas como pescado salgado seco.

Por que comemos bacalhau na Páscoa?

A tradição começou ainda na Idade Média, quando a Igreja Católica mantinha um rígido calendário de jejum a seus fiéis – momento em que as carnes vermelhas eram excluídas do cardápio.

Sendo o bacalhau uma carne branca, e por seu processo de secura e salga conservar bem seus nutrientes em uma época em que não se congelava os alimentos, era bastante consumido.

Estudiosos relatam que esses períodos de jejum católico abrangiam mais de um terço do ano! Com o tempo, esse calendário foi se tornando mais brando, mas manteve-se a tradição de comer bacalhau principalmente no Natal e na Páscoa.

Alguém já viu cabeça de bacalhau?

As pessoas questionam por que o bacalhau é vendido sempre sem cabeça. O principal motivo é que o processo de salga e secura da carne não seria muito eficiente na região da cabeça, por conta dos ossos. Uma parte sem sal estragaria e comprometeria todo o resto.

Outra questão é que o bacalhau é um produto importado, já que essas espécies não habitam a costa brasileira, então só vale a pena, para os países de origem, exportarem a parte comercialmente nobre do peixe. Mas, na Europa, a cabeça também é comumente consumida.

Hora de preparar seu verdadeiro Bacalhau do Porto

Agora que você sabe (quase) tudo sobre o bacalhau, que tal colocá-lo à mesa? Confira 4 receitas que selecionamos do book As Melhores Receitas para Bacalhau, para que você possa preparar pratos gourmet fáceis e diferentes do que se costuma fazer nessa época do ano.

E, lembre-se! Aqui no Empório Buenos Frios você encontra o verdadeiro Bacalhau do Porto, a um preço justo. Confira também nossos kits de Páscoa, que você pode buscar em nossa casa ou pedir por telefone (11) 2694-5410*.

* Estamos na rua Herval, 656 – Belenzinho/SP. Entregamos nos bairros do Belém, Brás, Mooca, Tatuapé, Jardim Anália Franco, Vila Prudente, Vila Formosa e Vila Carrão.

 

Dicas prévias para preparar suas receitas

Descongelamento: descongele o bacalhau em temperatura ambiente por aproximadamente 2 horas, para garantir seu sabor e textura.

Dessalga: para dessalgá-lo, lave em água corrente para tirar o excesso de sal; mergulhe-o em água fria, com algumas pedras de gelo – use duas partes de água para uma de bacalhau; coloque na geladeira – para marcar o tempo em que ele deve dessalgar na geladeira, calcule 24 horas para cada centímetro de altura da parte mais grossa da posta; troque a água duas vezes ao dia.

Congelamento: nunca congele o bacalhau antes de ser dessalgado!

Receita de Bacalhau Cremoso Gratinado

Ingredientes:
  •  ½  kg de bacalhau
  • 3 cebolas grandes
  • 750g de batatas
  • 1 copo de leite
  • 1 copo de nata fresca (ou requeijão, caso não encontre nata)
  • 4 colheres de sopa de farinha de trigo
  • Sal e pimenta do reino a gosto
  • Uma pitada de noz moscada
  • Óleo
  • Azeite de Oliva
Cobertura: farofa
  • 1 ½  copo de pão adormecido ralado ou processado
  • ½  xícara de chá de salsinha picada
  • ½  colher de café de orégano
  • ½  colher de café de alecrim
  • 2 ovos duros amassados
  • Sal e pimenta do reino
  • Azeite de oliva o bastante para umedecer bem a farofa
  • Misture os ingredientes e sirva.
Preparo:

Escorra bem o bacalhau dessalgado. Corte-o em lascas.

Descasque as batatas e corte-as em rodelas bem finas. Em seguida, coloque-as na frigideira em ¼  de chávena de óleo quente. Cozinhe alguns minutos neste óleo e retire.

Tempere as batatas com sal e pimenta e junte ½ xícara de chá de água. Cozinhe até evaporar a água. Reserve.

Refogue as cebolas, cortadas em rodelas bem finas, em 3 colheres de sopa de azeite, até ficar quase transparente. Junte as lascas de bacalhau e cozinhe até evaporar todo líquido que soltar. Junte a farinha, mexendo muito bem, por 2 minutos.

Tire do fogo e junte o leite e a nata, mexendo bem para não formar grumos.

Volte ao fogo para engrossar.

Junte as batatas reservadas.

Verifique o sal e adicione pimenta-preta e uma pitada de noz moscada.

Coloque tudo em uma travessa refratária, cobra com a farofa e asse em forno a 175 graus.

Gratine com queijo ralado ao final.

Receita de Bacalhau à Moda do Rei

Ingredientes:
  • 400g de bacalhau
  • 200g de batatas
  • 1 tomate
  • 1 pimentão
  • 1 cebola
  • 1 ovo
  • Azeitona e salsa a gosto
Preparo:

Cozinhe o bacalhau dessalgado durante 15 minutos e depois frite a posta em óleo suficiente para mergulhá-la por inteiro.

O tomate (inteiro), a cebola (em rodelas), o ovo cozido e o pimentão (cortado ao meio, sem sementes) são fritos. A batata é dourada.

Monte o prato com todos esses ingredientes e enfeite com as azeitonas e a salsa antes de servir.

Receita de Bacalhau Desfiado com Berinjela, Abobrinha e Aspargos Frescos

Ingredientes:
  • 200g de bacalhau (seco desfiado)
  • 1 berinjela pequena picada em quadradinhos
  • 1 abobrinha pequena picada em quadradinhos
  • 1 cebola média picada em cubos
  • 3 dentes de alho finamente fatiados
  • 6 aspargos verdes cozidos no vapor
  • 8 mini-tomates
  • Pimenta branca moída na hora
  • Azeite
  • Sal
Preparo:

Frite o alho e a cebola em uma colher (sopa) de azeite.

Incorpore o bacalhau desfiado e refogue por 2 minutos.

Acrescente a berinjela, os tomates fritos, a abobrinha, os aspargos picados e a salsa. Desligue o fogo, agregue croutons.

Regue com um pouco de azeite, corrija o sal e serva frio.

Receita de Torta de Bacalhau

Ingredientes:
  • ½  kg de bacalhau desfiado e temperado com pouca pimenta
  • 7 batatas médias
  • 1 lata de nata sem soro (ou requeijão, se não encontrar a nata)
  • 1 vidro de maionese de 250 mg
  • 3 tomates médios picados
  • 4 cebolas médias picadas
  • 1 pimentão grande picado
  • ½  xícara de chá de salsa e cebolinha picadas
  • ½  lata de ervilhas (retirar a água)
  • ½  lata de palmito picado
  • 3 ovos cozidos e cortados em pedaços
  • 7 colheres de sopa de azeite
  • 2 dentes de alho picado
  • 1 xícara de azeitonas pretas
  • Farinha de pão para polvilhar
Preparo:

Refogue a cebola e o alho no azeite até dourar.

Coloque o pimentão, tomates, cebolinha verde e salsa, o bacalhau e um copo de água. Cozinhe por dez minutos.

Acrescente o palmito, as azeitonas, as ervilhas, os ovos e cozinhe por mais dez minutos. Enquanto isso, amasse as batatas já cozidas no fundo de um pirex, forrando-o por igual, inclusive nas bordas.

Em outra vasilha, misture o creme de leite e a maionese formando um único creme.

Agora é só arrumar:

Coloque uma camada de bacalhau e uma de creme, outra de bacalhau e mais uma de creme. Polvilhe a farinha de pão e levar ao forno por 20 minutos.

O bacalhau deve ser servido quente. Acompanha arroz branco e salada de folhas.